WOZEN

blog

Wozen Storytellers

A FLECHA foi lançada, abrindo caminho para expansão da consciência do cidadão do mundo. O objetivo de nossa galeria é criar, a partir de manifestações artísticas, uma consciência coletiva livre, igualitária e focada na disseminação de modos de vida mais harmoniosos e sustentáveis em relação à natureza e nossa própria sociedade. Assim, trabalhamos o princípio da arte-consciência para ajudar na formação de cidadãos plenos, que podem residir em qualquer lugar do planeta como integrantes valiosos para o avanço sustentável da comunidade ao seu redor. É preciso despertar o comportamento GLOCAL através de uma atitude local com consciência global. Nosso propósito é usar arte como ferramenta de desenvolvimento humano, agindo dentro da comunidade local através de uma CONJUNÇÃO de ideias, baseado em uma estrutura horizontal, de forma a estimular novas interações por meio da produção artística compartilhada. O pensamento é coletivo e a nova ordem econômica mundial deve ser colaborativa. 

Em algum momento de sua jornada, o ser humano passou acreditar ser o centro da criação. Conseguimos um certo domínio sobre a matéria e com isso passamos a agir como se a natureza existisse somente para nos servir. O ego, como símbolo da individualidade, tomou conta da nossa experiência na Terra. Essa visão limitada nos conduziu ao esquecimento de quem somos e do que estamos a fazer aqui. SE UMA JANELA ABRE PARA O CÉU E OUTRA PARA O INFERNO, A PORTA ABRE PARA ONDE?. Esquecemos nosso propósito e muito pior, esquecemos que devemos procurá-lo. SOB A CANÇÃO SOB O AMOR é por onde a consciência se expande. Nosso objetivo enquanto seres humanos é despertar o amor, já que é este a semente, a seiva e o sabor do fruto, a beleza e a fragrância da flor, o início, o meio e o fim. 

Vivemos um momento de crise generalizada. Um verdadeiro UNIVERSO SURREAL. Muitos estão perdidos, sem saber como lidar com os desafios desse momento. A raiz da maioria dos conflitos pessoais é a inconsciência a respeito do propósito interno. Muitos se deixam levar por motivações que não se relacionam com a verdadeira identidade das suas almas, mas por uma necessidade de sobrevivência, de satisfação da família e da sociedade. Perdem oportunidades de realizar aquilo que os agrada e acabam por entrar num ciclo de esquecimento no qual tornam-se verdadeiros autômatos.

O fato é que nunca estivemos tão infelizes, deprimidos, pobres, perdidos, confusos, ansiosos, doentes. Somente quando se está cansado do mundo é possível mover-se do Irreal para o Real. É preciso resgatar nossa essência, através do autoconhecimento, visitando nossas personalidades mais obscuras para nos desprender do medo do julgamento externo. Um processo IN > SIDE < OUT, olhar para dentro para ter a confiança de andar adiante. A prosperidade nasce da confiança. Uma pessoa é próspera quando não tem medo da falta, colocando seus dons e talentos em movimento, fazendo algo que alimente sua existência e não apenas seus objetivos materiais. Infelizmente, a história da humanidade nos mostra que a evolução e expansão de TERRITÓRIOS ocorre sempre através de muito sofrimento. Nos contando uma verdadeira SPLENDID STORIES OF DISORDER. Envolvidos pela ideia da carência, desenvolvemos estratégias para conquistar, dominar e manipular o outro de acordo com nossa necessidade de aceitação. Literalmente NA CAMA COM O INIMIGO Porém o sofrimento também gera o impulso da transformação. Nós acreditamos que é possível impulsionar esta mudança através da essência da arte, que é desenvolver a sensibilidade no ser humano, tornando-o capaz de amar de uma forma ampla e não individualizada ao se desprender dos velhos condicionamentos e crenças. Vamos a caminho de uma nova década, onde a crescente expansão dos conscientes irá promover o movimento de TRANSHUMANIZAR TRANSFIGURARno qual a busca pelo conhecimento e o respeito pela existência alheia irão permear nossas relações pessoais e trazer prosperidade e maior equilíbrio para nosso planeta.

cura-dor

WOZEN

The FLECHA (ARROW) was launched, opening the path towards the expansion of the world citizen's consciousness. Through artistic manifestations the goal of the gallery is to create a free and collective consciousness, equalitarian and focused on spreading the most harmonious and sustainable ways of life in relation to nature and our own society. In this way, we work with the principle of art-conciousness to help form full citizens, that can live in any part of the world as valuable integrants for the sustainable progress of their surrounding community. It is necessary to awaken the GLOCAL behavior through a local attitude with a global consciousness. Our purpose is to use art as a tool in the human development, acting inside the local community throughout a CONJUNÇÃO (CONJUNCTION) of ideas, based in a horizontal structure, so as to stimulate new interactions by means of a shared artistic production. The train of thought is collective and the new economic world order should be collaborative.

In a certain moment of its journey, the human being started to believe that it is the centre of creation. We have achieved a certain dominium over matter and with it we started to act like nature existed solely to serve us. The ego, as an individuality symbol, has taken over our experience on Earth. This limited vision has driven us to forget who we are and what we are here to do. SE UMA JANELA ABRE PARA O CÉU E OUTRA PARA O INFERNO, A PORTA ABRE PARA ONDE? (IF A WINDOW OPENS TO HEAVEN AND ANOTHER TO HELL, WHERE DOES THE DOOR OPEN TO?). We have forgotten our purpose and far worse, we have forgotten where to look for it. SOB A CANÇÃO SOB O AMOR (UNDER THE SONG BENEATH THE LOVE)it is through this that consciousness expands. Our goal as human beings is to awaken the love, for it is the seed, the sap and flavor of the fruit, the beauty and fragrance of the flower, the beginning, the middle and the end.

We live in a moment of generalized crisis. One true UNIVERSO SURREAL (SURREAL UNIVERSE). Many are lost, not knowing how to handle the moment's challenges. The root to most personal conflicts is the unawareness of the inner purpose. Many get carried away by motifs that don't relate to their soul's true identity but rather to a necessity of survival, of the family's and the society's satisfaction. They lose opportunities to fulfill that which truly pleases them and end up in a cycle of forgetfulness, in which they become real automats.

The fact is that we have never been more unhappy, depressed, poor, lost, confused, anxious, ill. It is only when one gets tired of the world that it is possible to move oneself from the Unreal to the Real. It is necessary to rescue our essence through self-knowledge, visiting our most obscure personalities so we can detach ourselves from fear of external judgment. A process IN > SIDE < OUT, looking inside to muster the trust to walk forward. Prosperity comes from confidence. A person is prosperous when it is not afraid of failing, putting its gifts and talents in movement, making something that feeds its existence and not only its material goals. Sadly, humanity's history shows us that the evolution and expansion of TERRITÓRIOS (TERRITORIES) always occurred by means of suffering. Telling us real SPLENDID STORIES OF DISORDER. Involved by the idea of scarcity we developed strategies to conquer, dominate and manipulate the other, in accordance to our need of acceptance. Litteraly NA CAMA COM O INIMIGO (IN BED WITH THE ENEMY). Yet suffering also generates the impulse of transformation. We believe that it is possible to boost this change through the essence of art, that is developing sensibility in the human being, making it capable to love in a broad way and not an individualized one, as it detaches from old determinants and believes. We are on our way to a new decade, where the growing expansion of the conscious ones will promote the movement of TRANSHUMANIZAR TRANSFIGURAR (TRANSHUMANIZE TRANSFIGURATE), in which the quest for knowledge and the respect for extraneous existence will permeate our personal relations and bring prosperity and a bigger balance to our planet.

wozen 1 Comment