WOZEN

blog

Manuela Pimentel na exposição “Barroco Ardente e Sincrético - Luso-Afro-Brasileiro” | Museu Afro Brasil

Junho.2017

Artist | Na Cama Com o Inimigo Exhibition

Manuela Pimentel e a ressignificação da tradicional azulejaria portuguesa

Convidada para fazer uma instalação dentro da exposição “Barroco Ardente e Sincrético - Luso-Afro-Brasileiro”, a jovem artista portuguesa Manuela Pimentel tem motivos de sobra para festejar a sua primeira mostra no Brasil. Além de ser a única artista contemporânea e única mulher da exposição, Pimentel também tem profundos laços afetivos que a ligam ao Brasil, seus avôs migraram para o país ainda na primeira metade do século XX em busca de melhores oportunidades de vida.

Conhecida pelo modo original com que utiliza as referências da tradicional azulejaria portuguesa em obras que misturam práticas artísticas como a pintura, o desenho e a cenografia, em um movimento que Pimentel chama de “a revolta dos azulejos”, a artista fala sobre o trabalho que está desenvolvendo exclusivamente para a exposição “Barroco Ardente e Sincrético - Luso-Afro-Brasileiro”, do impacto de participar desta importante mostra sobre barroco (uma das maiores e mais completas sobre o tema já realizadas no país), entre outros temas.

Read More
wozen Comment
"Murmures de murs" - Uma reflexão em torno da obra da Artista Plástica Manuela Pimentel contada por JAS

Junho.2017

Artist | Na Cama Com o Inimigo Exhibition

Um filme de JAS soobre Manuela Pimentel - Uma reflexão em torno da obra da Artista Plástica, a partir do texto "Murmures de murs, " de Saguenail. Surge em forma de Documentário/ficção, onde se reescreve uma espécie de simbiose entre o que é e o que pode ser; se estamos dentro ou fora do local de criação.

A exposição "Na Cama Com o Inimigo" Manuela Pimentel vs JAS que acontece na Wozen, marca esse belo encontro de dois talentosos artistas portugueses, em que cada um dos parceiros tem suficiente força e personalidade para prosseguir a sua obra original sem deixar de amparar o outro.  

Read More
wozen Comment
Uma batalha entre duas linguagens por João Alexandrino Aka JAS

Maio.2017

Artist | Na Cama Com o Inimigo Exhibition

JAS foi o convidado da RTP para uma entrevista com Estela Machado. Uma oportunidade de conhecer melhor este projecto coletivo que resultou na exposição "Na Cama Com o Inimigo" | Manuela Pimentel  vs JAS na Wozen - "Uma batalha entre duas linguagens..." - JAS | Além de conferir os últimos projectos em que esteve envolvido: Exposição individual 3 punts galería [Barcelona] | The sand never falls on the same place [stavanger - Norway] Big Bang Festival. 
Bravo JAS ;)

Read More
wozen Comment
Um encontro nada casual que sincroniza histórias que foram escritas em caminhos opostos

Maio.2017

Artists | Na Cama Com o Inimigo Exhibition

A Wozen abre suas portas para a exposição "Na Cama Com o Inimigo" Manuela Pimentel vs JAS que acontece na Wozen, marcando esse belo encontro nada casual de dois talentosos artistas portugueses, em que cada um dos parceiros tem suficiente força e personalidade para prosseguir a sua obra original sem deixar de amparar o outro. 

Gerando uma reflexão em que todo relacionamento é preciso que haja simultaneamente uma diferença e uma concordância iniciais que permitirão percorrer lado a lado caminhos paralelos.

Uma exposição que nos conta ainda a relação dos dois artistas — não só consigo mesmos, como um com o outro. ..."sincronizar histórias que foram escritas em caminhos opostos." JAS

Read More
wozen Comment
RTP - "Rumos" a falar de Territórios em um espaço sem fronteiras

Maio.2017

Territórios | Artistic Residency

RTP - "Rumos" na Wozen

Patrícia Figueiredo visitou nosso espaço atelier para uma conversa com dois dos principais artistas contemporâneos emergentes africanos da atualidade: Francisco Vidal e Kwame Sousa.

Esta agradável entrevista teve como objetivo falar sobre o projecto "Terrotórios", fruto da residência artística conjunta iniciada em Fevereiro 2017 e a Escola de Papel, projecto de integração com a arte assinado por Vidal em colaboração com a Wozen e Andaime Cooperativa Cultural.

"galeria Wozen, uma casa das artes sem fronteiras, um espaço de apresentação e, sobretudo, de criação de idéias".

Read More
wozen Comment
O artista São-Tomense Kwame Sousa para o programa "Gente da Minha Rua" - RTP África.

Abril.2017

Artist | Territórios Exhibition

Uma entrevista que nos conta um pouco da incrível trajetória do artista até sua chegada na Wozen, onde apresentou a exposição Reino Angolar Utopias e Territórios no último mês de Abril, fruto de sua residência artística em nosso espaço atelier.

"A técnica mais viável para um artista...mais viável...que ninguém ensina na escola...é a Alma". - Kwame Sousa

Read More
wozen Comment
Traces of Childhood | Drawings by Refugee Children in Greece cruzes the ocean and lands at Wozen - a true space without borders

Fev.2017

Drawfugees | Exhibition

The exhibition Traces of Childhood – Drawings by Refugee Children in Greece, organised by the Drawfugees project with the support of UNICEF Portugal, presents a series of drawings by child refugees from Syria, Afghanistan and Iraq who are currently living in very difficult conditions in Greece.

Today’s refugee crisis is the world’s worst humanitarian crisis since the Second World War. There are an estimated 50 million displaced children around the world, children whose childhoods have been brutally disrupted by the armed conflicts of adults.

The drawings on display at the Galeria Wozen in Lisbon were made during two different stages of the crisis. The first sketches come from the refugee camp in the Port of Piraeus from April to June 2016. The second set of drawings date from August to December 2016 and come from Athens, where many refugees are now living while they wait for decisions about their status.

Drawfugees is an independent, non-profit initiative, founded and run by Brazilian journalist André Naddeo with the support of a team of volunteers.

Read More
wozen Comment
Terceira edição do projeto “DESLOCADO”, a mostra “Conjunção” solidifica uma conexão Rio - Lisboa

Out.2016

Artists | Conjunção Exhibition

Após o projecto “Deslocados”, 2015 - marcante residência artística no espaço P31 do hospital Júlio de Matos (Centro Hospitalar Psiquiátrico de Lisboa – CHPL), idealizada pelo curador Marcelo Duarte – Graphos Brasil em parceria com Sandro Resende, que culminou numa exposição coletiva com os residentes do hospital, os artistas cariocas retornam a Lisboa – desta vez no território sem fronteiras da Wozen - para continuidade do projeto coletivo através da exposição integrada “Conjunção”, um exercício “work in progress” capaz de romper a lógica de diversas individuais no mesmo local.

Read More
wozen Comment
Uma “Summer School” criada pelo artista luso-angolano Francisco Vidal exposta em Lisboa

Set.2016

Artist | Glocal Exhibition

Utopia Luanda Machine – Summer School é o novo projeto do artista luso-angolano Francisco Vidal inaugurado em Lisboa, que acontece em paralelo a exposição colectiva Glocal - No regional de um espaço sem fronteiras e marca o inicio da residência artística de Vidal no espaço atelier da galeria Wozen.

"O projecto Summer School, é uma experiência feita pela Andaime Cooperativa Cultural, pela galeria Wozen Lisboa (world citizen), e por mim que assino Francisco Vidal. Surgiu a ideia da necessidade de pensar sobre a educação artística que temos em Lisboa e em Luanda no séc. XXI, em Luanda porque a necessidade desenhou-se em Luanda e em Lisboa porque a satisfação da necessidade se faz no verão de 2016 desta cidade. Os workshops são desenhados para crianças e adolescentes, mas adultos que são pais ou não podem frequentar também. A experiência parte da pintura, passa pelo desenho e projecta-se para a escultura e para a arquitectura.

Read More
wozen Comment
Behind the scenes with Claude Charlier

May.2016

Artist | Flecha Exhibition

Claude Charlier is a multi-faceted French artist, a well-known editorial photographer and a remnant of avant-garde pop art, famous mostly for the hyperrealistic painting of crumpled cans - an imposing symbol as well as Andy Warhol's legendary Campbell Soup. But first of all, Claude Charlier is a Wozen, a true citizen of the world. Based in the USA, where he remains active and always in contact with different people, the artist of French origin began his history with cans in the Japanese capital, where he arrived with only a handbag to explore the oriental culture. At the time, without speaking a word in Japanese, Charlier faced difficult times and even lived in the street - just as he began to look at the cans in a different way. Today, after numerous laps, his canvases run the world in awe-inspiring auctions and large rooms, while his work remains active in galleries or studios.

Read More
wozen Comment
Wozen Storytellers

A FLECHA foi lançada, abrindo caminho para expansão da consciência do cidadão do mundo. O objetivo de nossa galeria é criar, a partir de manifestações artísticas, uma consciência coletiva livre, igualitária e focada na disseminação de modos de vida mais harmoniosos e sustentáveis em relação à natureza e nossa própria sociedade. Assim, trabalhamos o princípio da arte-consciência para ajudar na formação de cidadãos plenos, que podem residir em qualquer lugar do planeta como integrantes valiosos para o avanço sustentável da comunidade ao seu redor. É preciso despertar o comportamento GLOCAL através de uma atitude local com consciência global. Nosso propósito é usar arte como ferramenta de desenvolvimento humano, agindo dentro da comunidade local através de uma CONJUNÇÃO de ideias, baseado em uma estrutura horizontal, de forma a estimular novas interações por meio da produção artística compartilhada. O pensamento é coletivo e a nova ordem econômica mundial deve ser colaborativa...

...

The FLECHA (ARROW) was launched, opening the path towards the expansion of the world citizen's consciousness. Through artistic manifestations the goal of the gallery is to create a free and collective consciousness, equalitarian and focused on spreading the most harmonious and sustainable ways of life in relation to nature and our own society. In this way, we work with the principle of art-conciousness to help form full citizens, that can live in any part of the world as valuable integrants for the sustainable progress of their surrounding community. It is necessary to awaken the GLOCAL behavior through a local attitude with a global consciousness. Our purpose is to use art as a tool in the human development, acting inside the local community throughout a CONJUNÇÃO (CONJUNCTION) of ideas, based in a horizontal structure, so as to stimulate new interactions by means of a shared artistic production. The train of thought is collective and the new economic world order should be collaborative...

Read More
wozen Comment