WOZEN
exhibition.jpg

Exibições

 

As exibições da Wozen são consequências espontâneas de uma troca de ideias linear e consciente, que surge das relações pessoais e geralmente imprevisíveis entre os artistas, galeristas e a comunidade envolvida no projeto em questão. Espectadores e colecionadores também são parte das exibições, já que tem igual oportunidade de acompanhar o processo dos artistas durante as residências, construindo um entendimento e uma conexão mais profunda das obras de arte.

Wozen exhibitions are the spontaneous consequence of thoughtful and horizontal exchanges of ideas, that arises from the personal and often unpredictable relations between artists, gallerists and the community involved in that particular project. Viewers and collectors also become a part of the exhibitions, as they have the equal opportunity to follow up the  artists process during their residency, therefore constructing a better understanding and a deeper connection to the artwork.  

 

 

MAR 18 | The Absence of Awareness: Fluor, Concrete, Lava
Mar
3
to Apr 15

MAR 18 | The Absence of Awareness: Fluor, Concrete, Lava

Após sua primeira Residência Artística de Inverno, a Wozen apresenta a exposição fruto de uma intensa investigação em torno de uma geração específica, da virada do milênio, da transição digital e das crises econômicas globais consecutivas. Onde através da expressão conjunta de três artistas portugueses Binau, Joana Gomes e Salvador Salazar, representam uma geração que vem questionar padrões e nos trazem profundas reflexões e provocações.

After its first Artistic Winter Residence, Wozen presents the exhibition result of an intense investigation about a specific generation, of the turn of the millenium, of the digital transition and the consecutive economic global crises. Through the collective expression of three Portugueses Binau, Joana Gomes and Salvador Salazar, represent a generation that comes to question patterns and bring us deep reflections and provocations.

View Event →
SET 17 | Luuanda Rising
Sep
22
to Sep 23

SET 17 | Luuanda Rising

Francisco Vidal, ou Xico, como o mesmo prefere, chegou até nós em 2016, ao aceitar o convite para a exposição colectiva Glocal - No Regional de um Espaço Sem Fronteiras. O artista angolano de 40 anos adentrou o espaço da Wozen cercado da aura de mistério e louvor que acompanha a maioria das referências ao seu nome nos círculos artísticos de Lisboa, Luanda e Londres.

Francisco Vidal, or Xico, as he prefers to be called, came to us in 2016, after accepting the invitation to participate in the collective exhibition Glocal - No Regional de um Espaço Sem Fronteiras. The 40 year old angolan artist entered Wozen’s space surrounded by the aura of mystery and praise that precedes most references to his name in the artistic circles of Lisbon, Luanda and London.

View Event →
JUN 17 | Transhumanizar Transfigurar
Jun
9
to Jul 2

JUN 17 | Transhumanizar Transfigurar

Duas gerações, Gianguido Bonfanti e Pérola Maia Bonfanti, pai e filha, em uma proposta de diálogo transgeracional, tomam como princípio e fim o Humano em suas diversas possibilidades. O Homem sem fronteiras que afirma sua humanidade diante dos destroços do mundo.

Two generations, Gianguido Bonfanti and Pérola Maia Bonfanti, father and daughter, in a proposed transgenerational dialogue, use the Human Being, in all its diverse possibilities, as a beggining and end. The Human with no borders, asserting its humanity from the ashes of this world. 

View Event →
MAIO 17 | Na Cama Com o Inimigo
May
13
to Jun 4

MAIO 17 | Na Cama Com o Inimigo

Os casais mais sólidos assentam numa complementaridade que corresponde a uma desigualdade à partida impossível de colmatar – Holmes e Watson, ou as suas caricaturas crísticas Poirot e Hastings, são o protótipo dessa relação – em que um deles serve para realçar o outro.

Les couples les plus solides sont fondés sur une complémentarité qui recouvre une inégalité de départ irrattrapable – Holmes et Watson, ou leurs caricatures christiques Poirot et Hastings, en sont les prototypes – où l’un des deux sert de faire-valoir à l’autre.

View Event →
ABR 17 | Territórios - Reino Angolar Utopias e Territórios
Apr
13
to May 7

ABR 17 | Territórios - Reino Angolar Utopias e Territórios

O projeto Territórios consiste em duas exibições individuais simultâneas, de dois dos principais artistas contemporâneos emergentes africanos da atualidade: Kwame Sousa, de São Tomé e Príncipe, que apresenta o projeto Reino Angolar: Utopias e Territórios, e Francisco Vidal, português, angolano e cabo verdiano, com seu projeto Utopia Luanda Machine, Territórios é fruto da residência conjunta iniciada em Fevereiro 2017 no espaço atelier da Wozen

The project Territórios consists in two simultaneous exhibitions, from two of the most important emerging african contemporary artists: Kwame Sousa, from São Tomé e Príncipe, presenting the project Reino Angolar: Utopias e Territórios; and Francisco Vidal, portuguese, angolan and cape verdean, with his project Utopia Luanda Machine. Territórios is the ongoing result of the joint residency initiated in February 2017, inside Wozen Studio`s working space.

.

View Event →
ABR 17 | Territórios - Utopia Luanda Machine
Apr
13
to May 7

ABR 17 | Territórios - Utopia Luanda Machine

O projeto Territórios consiste em duas exibições individuais simultâneas, de dois dos principais artistas contemporâneos emergentes africanos da atualidade: Kwame Sousa, de São Tomé e Príncipe, que apresenta o projeto Reino Angolar: Utopias e Territórios, e Francisco Vidal, português, angolano e cabo verdiano, com seu projeto Utopia Luanda Machine, Territórios é fruto da residência conjunta iniciada em Fevereiro 2017 no espaço atelier da Wozen.

The project Territórios consists in two simultaneous exhibitions, from two of the most important emerging african contemporary artists: Kwame Sousa, from São Tomé e Príncipe, presenting the project Reino Angolar: Utopias e Territórios; and Francisco Vidal, portuguese, angolan and cape verdean, with his project Utopia Luanda Machine. Territórios is the ongoing result of the joint residency initiated in February 2017, inside Wozen Studio`s working space.

.

View Event →
MAR 17 | IN >SIDE< OUT
Mar
15
to Apr 9

MAR 17 | IN >SIDE< OUT

MURTA, Teresa CG, nasceu a 5 de janeiro de 1993. Estudou na Caldas da Rainha e concluiu a licenciatura de Artes Plásticas pela ESAD.cr. Foi residente na Casa da Praia, em 2015, enquanto concluia o curso de design gráfico na ETIC, em Lisboa, cidade onde vive e trabalha. Apesar da pouca idade, MURTA é uma artista prolífica e versátil, com um estilo de pintura singular e instantaneamente reconhecível, mesmo dentro do vasto universo dos expressionistas abstratos.

MURTA, Teresa CG, was born on January 5th, 1993. She studied at Caldas da Rainha and graduated in Visual Arts at ESAD.cr. She completed a residency at Casa da Praia, in 2015, while graduating in Graphic Design at ETIC, in Lisbon, where she lives and works. Despite her young age, MURTA is a prolific and versatile artist, with a singular and immediately recognizable style of painting, even among the broad universe of abstract expressionists. 

View Event →
FEV 17 | Drawfugees - Retratos de uma Infância
Feb
2
to Feb 12

FEV 17 | Drawfugees - Retratos de uma Infância

A exposição "Traços de uma Infância - Desenhos da Autoria de Crianças Refugiadas na Grécia", desenvolvida pelo projeto Drawfugees com o apoio da UNICEF Portugal, consiste na apresentação de uma seleção de desenhos elaborados por crianças sírias, afegãs e iraquianas que enfrentam com suas famílias a dura realidade dos refugiados na Grécia. A crise dos refugiados é considerada a maior crise humanitária desde a Segunda Guerra Mundial, são infâncias interrompidas em conflitos inventados por adultos. Existem hoje cerca de 50 milhões de crianças refugiadas em todo o mundo.

The exhibition Traces of Childhood – Drawings by Refugee Children in Greece, organised by the Drawfugees project with the support of UNICEF Portugal, presents a series of drawings by child refugees from Syria, Afghanistan and Iraq who are currently living in very difficult conditions in Greece.



View Event →
NOV 16 | Universo Surreal - Entre o Delírio e o Absurdo
Nov
26
to Jan 20

NOV 16 | Universo Surreal - Entre o Delírio e o Absurdo

Às vésperas do centenário da aparição do termo “surrealismo”, empregado pela primeira vez em 1917 pelo poeta francês Guillaume Apollinaire numa referência à performance do reconhecido ballet “Parade” - a peça do escritor Jean Cocteau que estreou em maio daquele ano no Théâtre du Châtelet, em Paris, e que contava com figurinos e cenários de Pablo Picasso -, e diante de um contexto tão “surreal” quanto a própria definição do movimento artístico escrito por André Breton e personificado na figura de Salvador Dali, a Wozen subverte a realidade e recorre ao onírico, ao lisérgico e ao inconsciente para dar vida a sua nova exposição: a coletiva “UNIVERSO SURREAL, aberta ao público até 20 de Janeiro de 2017. Trata-se de uma lúdica e libertária viagem pela arte além da lógica e da razão - entre o delírio e o absurdo.

The centenary of the eve of the appearance of the term "surrealism", first used by the French poet Guillaume Apollinaire in 1917 to describe the performance of the recognized ballet "Parade" - piece of the writer Jean Cocteau which debuted in May of that year at the Théâtre du Châtelet in Paris, had costumes and scenarios made by Pablo Picasso - and it´s in a context as "surreal" as the very definition of art movement writen by André Breton and embodied in figure of Salvador Dali, that Wozen subverts reality and resorts to dream, to the lysergic and the unconscious to give life to our new exhibition: the collective SURREAL UNIVERSE, open to the public until 20 of January of 2017. This is a fun and liberating journey through art beyond logic and reason - between delirium and absurdity. Join us!

View Event →
OUT 16 | Sob a canção Sob o amor
Oct
21
to Nov 20

OUT 16 | Sob a canção Sob o amor

Após a breve passagem no último ano, quando participou de coletivas no Porto e em Lisboa em sua primeira viagem internacional, o artista brasileiro Combone Wesley regressa à capital portuguesa com a proposta de dar vida a um verdadeiro carnaval no espaço sem fronteiras da Wozen. Trata-se da individual “Sob a canção Sob o amor”, na qual o artista, numa espécie de representação da aclamada festa do adeus à carne (carnis levale), faz da galeria uma passarela do samba para apresentar suas exuberantes passistas - as musas que evidenciam toda a singularidade e a delicadeza de seu trabalho. Ô abre alas...  

After his short passage last year, when he participated in collective shows in Porto and Lisbon in his first international trip, the brazilian artist Combone Wesley returns to the city with a proposal that gives life to a true carnival in the space without borders of Wozen. Entitled " a canção Sob o Amor" (Under the song Under Love), in which the artist, in a representation of the acclaimed party farewell to meat (carnis levale) makes the gallery a samba walkaway to present their exuberant dancers - the muses that show all the uniqueness and delicacy of his work. 

View Event →
OUT 16 | Se uma janela abre para o céu e outra para o inferno, a porta abre para onde?
Oct
6
to Nov 3

OUT 16 | Se uma janela abre para o céu e outra para o inferno, a porta abre para onde?

A partir de uma pesquisa poética ambientada entre o universo lúdico do jogo e a dramaticidade característica do movimento neo-expressionista, a artista carioca Pérola Maia Bonfanti cruza o oceano e chega a Wozen para apresentar a mais completa exposição de sua jovem carreira plástica: a individual “Se Uma Janela Dá Para o Céu e a Outra Para o Inferno, a Porta Abre Para Onde?”, aberta ao público até o dia 20 de Novembro. O cru dos recortes do tecido, o traço marcado no rústico do carvão e os desenhos que rompem as telas e ganham as paredes… A pergunta está no ar, e as portas abertas. 


From a poetic research acclimated between the playful universe of the game and drama characteristic of the neo expressionist movement, Pérola Maia Bonfanti, an artist from Rio cruzes the ocean and lands at Wozen to introduce the most complete exhibition of her young artist's career: an individual entitled “Se uma Janela Dá Para o Céu e a Outra Para o Inferno, a Porta Abre Para Onde? (If a Windows Opens to the Sky and Another to Hell, the Door Opens To Where?), opened to the public until 20th of November. The rawness in her fabric clippings, her trace marked on rustic coal and drawings that break the screens and gain the walls… The question is in the air, and the doors are open

View Event →
SET 16 | Conjunção
Sep
15
to Oct 9

SET 16 | Conjunção

A partir do desafio de elaborar uma exposição coletiva integrada, um exercício “junto e misturado” de work in progress capaz de romper a lógica de diversas individuais no mesmo local, os artistas cariocas Alexandre Baltazar, Marcelo Macedo, Olav Lorentzen, Peu Mello e Rafael Uzai regressam à capital portuguesa para uma nova experiência em conjunto e, desta vez, no espaço sem fronteiras da Wozen. Trata­-se da mostra “Conjunção”, a terceira edição do reconhecido projeto “DESLOCADO”, aberta ao público até o dia 9 de Outubro.

From the challenge of developing an integrated group exhibition, an exercise work in progress able to break the logic of several individual in the same place, the artists Alexandre Baltazar, Marcelo Macedo, Olav Lorentzen, Peu Mello and Rafael Uzai return to the Portuguese capital for a new experience together and, this time, in space without borders Wozen. This is the show "Conjunção” (Conjunction), the third edition of recognized project "DESLOCADO” (OFFSET). The “cariocas” together and mixed. Curated by Marcelo Duarte (Graphos:Brazil Gallery).

View Event →
AGO 16 | Glocal
Aug
7
to Sep 11

AGO 16 | Glocal

A narrativa regional e a riqueza de suas peculiaridades, mesmo que genuinamente assimilada à essência de seus locais de origem, mostram-se claramente envolvidas no processo de formação da chamada cultura global, na qual, dissolvida as barreiras da distância, nada mais parece imune à apropriação do modelo vigente - do canto ao conto.

The regional narrative and the richness of its peculiarities, even if genuinely assimilated to the essence of their places of origin, clearly shows the formation of the so-called global culture, in which the barriers of distance are dissolved and nothing else seems immune to the appropriation of the current model - from the chant to the tale.

View Event →
MAIO 16 | Flecha
May
21
to Aug 12

MAIO 16 | Flecha

Instrumento primitivo, sinal elementar e símbolo de força –> a Flecha mostra-se presente na maioria das culturas e aqui, neste caso, designa a primeira exposição realizada na Wozen. Com a missão de abrir caminho e lançar a essência do estúdio-galeria, a coletiva cruza o espaço como uma espécie de panorama artístico paralelo, no qual os trabalhos apresentados vão de encontro a uma rica diversidade de estilos e ao seu consequente diálogo. Trata-se de um traço contínuo através de distintas propostas, nacionalidades e gerações, um encontro entre diferentes artistas que, de modo geral, trazem a referência urbana como elemento em comum, seja como suporte, plataforma ou fonte de inspiração. 

Primitive instrument, elementary sign and a symbol of strength -> the Arrow is present in multiple cultures and here evoked to the debut exhibition of WOZEN, a studio-gallery dedicated to the artistic pluralism. With the intent to open paths and spread the essence, the collective show “Flecha” crosses spaces as a live artistic panorama, in which the works presented offer a diversity of styles and a respective dialogue. A continuous and unerring line between different proposals, nationalities and generations, an encounter of different artists that have their libertarian painting in common.

View Event →